Portugal perdeu hoje frente ao Brasil, por 3-0, no terceiro jogo da terceira jornada da Liga das Nações de voleibol, em que a maior experiência dos 'canarinhos' foi determinante.

Depois da vitória frente à China, e do desaire, apenas na quinta e decisiva partida frente à Sérvia, a equipa nacional até entrou motivada para este derradeiro encontro na ronda caseira, mas, apesar do voluntarismo, não conseguiu melhor que manter os 'sets' renhidos.

Já o Brasil, campeão olímpico e número um do 'ranking' mundial, sai desta ronda portuguesa com duas vitórias [China e Portugal] e uma derrota frente à Sérvia.

A equipa das 'quinas' até entrou melhor na partida, mostrando concentração máxima a travar os remates do Brasil e a esboçar os seus contra-ataques, mantendo-se na frente do marcador até ao ponto 14.

Nessa altura, a maior experiência do Brasil começou a fazer a diferença, com os 'canarinhos' a assumirem a liderança para não mais largarem, beneficiando de alguns erros comprometedores na defesa lusa, que ditou o fecho do parcial em 25-19.

O desaire no 'set' inicial não desmotivou os portugueses, que, mesmo perante um Brasil mais forte a finalizar, foram mantendo a desvantagem numa curta distância no arranque do segundo parcial, embora voltando a não resistir quando a maior rotação dos 'canarinhos' veio ao de cima na parte final, impondo nova vitória, por 21-25.

Já sem a melhor clarividência, o terceiro 'set' foi o de menor rendimento para Portugal, que, apesar de uma série de bons pormenores, claudicou no serviço e não teve, no global, capacidade para suster o maior potencial dos brasileiros, que fecharam o jogo com um 25-18.

Jogo realizado no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Portugal - Brasil, 3-0.

Parciais: 19-25 (25 minutos), 21-25 (29), 18-25 (28).

Sob a arbitragem de Daniele Rapisarda (Itália) e Epaminondas Gerothodoros (Grécia), as equipas alinharam:

- Portugal: Flip Cvetican, Alexandre Ferreira, Marco Ferreira, Tiago Violas, Phelipe Martins e Lourenço Martins. Jogaram ainda: Gil Pereira (líbero), Bruno Cunha, Miguel Tavares, Caíque Silva, Valdir Sequeira, Nuno Teixeira e João Simões.

Treinador: Hugo Silva.

- Brasil: Thales Hoss (líbero), Fernando Kreling, Wallace Sousa, Yoandy Hidalgo, Maurício Sousa e Douglas Sousa. Jogaram ainda: Lucas Saatkamp (líbero), Maique Nascimento (líbero), Bruno Resende, Isac Santos e Alan Sousa.

Treinador: Renan Del Zotto.

Assistência: Cerca de 4500 espetadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.