O tenista espanhol Rafael Nadal derrotou hoje o italiano Matteo Berrettini e vai disputar o seu quarto título do US Open, último Major da temporada, que está a decorrer em Flushing Meadows, com o russo Daniil Medvedev.

Naquele que foi o primeiro encontro entre ambos, o número dois mundial eliminou o tenista natural de Roma, 25.º colocado no 'ranking' ATP, em três 'sets', com os parciais de 7-5 (8-6), 6-4 e 6-1, no Arthur Ashe Stadium com o teto encerrado, devido à chuva que se fez sentir, sexta-feira, em Nova Iorque.

Num duelo de gerações, Rafael Nadal, de 33 anos, ganhou oito dos últimos dez pontos para fechar o primeiro 'set' por 7-5 (8-6), em uma hora e 13 minutos, após um duelo sem quebras de serviço, muito físico e extremamente equilibrado, em que o jovem transalpino, de 23 anos, chegou a ter dois 'set points' no 'tie-break'.

Depois do confronto épico, em cinco partidas, com o francês Gael Monfils e da entrada menos feliz na sua primeira meia-final de um Major, Berrettini não se encolheu e continuou a levar até aos limites o tricampeão do US Open, que só conseguiu fazer o 'break' no sétimo jogo (4-3). Confirmada a vantagem no seu jogo de serviço, o esquerdino encerrou a segunda partida com 6-4, ao concretizar o primeiro dos três 'set points' que dispôs.

"Foi um pouco frustrante no primeiro 'set', porque tive vários 'break points' antes do 'tie-break' e ele não teve nenhum. No desempate, tive um bocadinho de sorte, porque ele esteve à frente 5-2 com 40-0. Mas sobrevivi àquele momento e felizmente fiz outro 'break' na segunda partida e o encontro mudou completamente. Comecei a jogar com mais calma e fui mais agressivo. Estou muito feliz por voltar à final do US Open", assumiu o espanhol.

No terceiro 'set', depois de quebrar o serviço ao adversário logo de entrada, Nadal aumentou a vantagem no quinto jogo (4-1) e, perante um 'match point' concedido por Berretini, na sequência de uma dupla falta, não desperdiçou a oportunidade de fechar o parcial com 6-1 para garantir a final em Nova Iorque.

Após a vitória na sua 33.ª meia-final de um Major, sobretudo graças aos 30 'winners', contra apenas 18 erros não forçados, o detentor de 18 títulos do Grand Slam vai discutir o título do US Open com o russo Daniil Medvedev, que bateu o búlgaro Grigor Dimitrov para se estrear em finais do Grand Slam.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.