O tenista austríaco Dominic Thiem qualificou-se hoje pela primeira vez para as meias-finais das ATP Finals, ao vencer o sérvio Novak Djokovic, que vai decidir com o suíço Roger Federer a outra vaga.

Na segunda jornada do Grupo Bjorn Borg, Thiem, quinto do 'ranking' mundial e que já tinha batido Federer, voltou a triunfar, desta feita perante Djokovic, segundo da hierarquia, por 6-7 (5-7), 6-3, 7-6 (7-5), em duas horas e 48 minutos.

Depois de ter perdido o primeiro 'set' no 'tie-break', Thiem entrou no segundo a quebrar o serviço do sérvio, logo no segundo jogo, vantagem que conseguiu manter até final do parcial.

No último 'set', o austríaco quebrou por duas vezes o serviço ao sérvio, mas permitiu que Djokovic recuperasse das duas vezes, a segunda das quais quando Thiem servia para fechar o encontro.

No 'tie-break', foi Djokovic a entrar melhor, muito por culpa dos erros de Thiem, que 'ofereceu' o 3-0, mas acabou por recuperar e vencer ao segundo 'match point' que dispôs.

Este foi o quarto triunfo de Thiem em 10 encontros com Djokovic e o primeiro em piso rápido.

Com Thiem já apurado, graças aos dois triunfos, Djokovic e Federer defrontam-se na quinta-feira, num encontro que vai definir o outro semifinalista e que porá frente a frente os dois tenistas pela 49.ª vez, com vantagem do sérvio, com 26 triunfos contra 22 do suíço.

Obrigado a vencer para se manter na luta pelo apuramento, Federer, terceiro do mundo, derrotou Matteo Berrettini, oitavo, por 7-6 (7-2), 6-3, em uma hora e 18 minutos, um resultado que eliminou o italiano.

No primeiro 'set', os dois tenistas mostraram-se muito fortes nos respetivos serviços, com Federer a dispor da única oportunidade para quebrar o 'saque' do adversário no 12.º e último jogo.

Contudo, Berrettini salvou o 'break point' e levou o parcial para o 'tie break', no qual o helvético foi claramente superior.

Federer entrou no segundo 'set' a quebrar o serviço do italiano, repetindo o 'break' no derradeito jogo de serviço, mantendo-se invicto em encontros da segunda jornada das ATP Finals.

No segundo encontro entre os dois tenistas, Berrettini conseguiu melhorar a prestação em relação à derrota em Wimbledon, em que Federer venceu por 6-1, 6-2, 6-2.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.