Novak Djokovic, atual número 1 do mundo, derrotou o norte-americano John Isner em dois sets, pelos parciais de 7-5 e 6-3, e qualificou-se esta quinta-feira para os quartos de final do Masters 1000 de Xangai, na China.

O sérvio, que tem o primeiro lugar no ranking ameaçado pelo espanhol Rafael Nadal (2º), dará sequência à defesa do título em Xangai contra o grego Stefanos Tsitsipas (7º).

Nesta quinta-feira, Djokovic enfrentou um dos melhores servidores do circuito e mostrou que tem um dos melhores retornos da história do ténis.

Recuperado da lesão no ombro que o obrigou a abandonar o US Open nos oitavos de final, Djokovic concedeu apenas 9 ases contra um jogador que este ano soma 22 de média por jogo.

O gigante americano (2,08m) venceu apenas 58% dos pontos jogados com seu primeiro serviço.

Outro favorito a avançar para os quartos de final em Xangai foi o suíço Roger Federer (3º), que encontrou dificuldades para eliminar o belga David Goffin (14º) em dois duros sets, pelos pariciais de 7-6 (9/7) e 6-4.

Roger Federer enfrentará o alemão Alexander Zverev (6º) por uma vaga nas meias-finais.

Em outros jogos dos oitavos de final, o russo Daniil Medvedev, número 4 do mundo, avançou para a próxima fase ao derrotar o canadiano Vasek Pospisil (248º), 7-6 (9-7) e 7-5, e enfrentará o italiano Fabio Fognini (12º), que superou o russo Karen Khachanov (9º), 6-3 e 7-5.

O Masters 1000 de Xangai, penúltimo torneio desta categoria na temporada, é disputado em piso duro e distribui 7.473.620 dólares em prémios.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.