Roger Federer, de 37 anos, é o primeiro tenista da história a permanecer 1000 semanas seguidas entre os 100 melhores do Mundo.

O tenista suíço, n.º 3 mundial, entrou nessa elite em setembro de 1999, então com apenas 18 anos recém-cumpridos, e de lá não voltou a sair durante quase duas décadas.

Federer vai ultrapassar Andre Agassi em abril do próximo ano. O norte-americano terminou a sua carreira com 1019 semanas nos 100 melhores, ainda que não de forma consecutiva.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.