Rafael Nadal e Novak Djokovic vão reencontrar-se no domingo, depois deste sábado a Espanha e a Sérvia terem assegurado a presença na final da ATP Cup em ténis, ao afastarem a Austrália e a Rússia, respetivamente, nas meias-finais.

Assim, a primeira final da nova competição de ténis mundial, que reúne na Austrália 24 seleções, vai colocar frente a frente, pela 55.ª vez, o líder do ‘ranking’, o espanhol Rafael Nadal, e o segundo classificado, o sérvio Novak Djokovic.

Os dois jogadores, que em 2019 repartiram os títulos dos quatro torneios do ‘Grand Slam’ – Nadal venceu Roland Garros e o US Open, e Djokovic triunfou em Wimblendon e no Open da Austrália -, vão jogar o segundo encontro de singulares da final.

Na primeira meia-final do dia, a Sérvia impôs-se à Rússia por 3-0, com Djokovic e Dusan Lajovic a vencerem os encontros de singulares, frente a Daniil Medvdev e Karen Khachanov, respetivamente, e Viktor Troicki e Nikola Cacic a derrotarem o par russo formado por Teimuraz Gabashvili e Konstantin Kravchuk.

Também a Espanha venceu a Austrália por 3-0, com Nadal a derrotar Alex de Minaur, Roberto Bautista a impor-se a Nick Kyrgios e de Pablo Carreño Busta e Feliciano Lopez a levarem de vencida o par frente a John Peers e Chris Guccione.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.