Os cabeças de série masculinos de Wimbledon, terceiro torneio do 'Grand Slam' de ténis, vão passar a ser definidos apenas pelo 'ranking' mundial, ao contrário do que acontecia desde 2002, anunciaram hoje os organizadores.

Desde 2002 que o torneio, na vertente masculina, tinha em conta o 'ranking' atual, ao qual acrescentava 75% dos pontos conquistados no melhor torneio em relva nos 12 meses anteriores.

Por exemplo, em 2019, esta alteração fez com que o espanhol Rafael Nadal perdesse o estatuto de segundo cabeça de série, sendo ultrapassado pelo suíço Roger Federer.

O All England Club, que organiza a prova, decidiu ainda distribuir o valor do seguro que recebeu pelo cancelamento da prova, devido à covid-19, pelos 620 jogadores que iriam participar no quadro principal e na qualificação.

Os 224 tenistas que iam participar no torneio de qualificação, do setor masculino e feminino, vão receber 12.500 libras (quase 14 mil euros), enquanto os jogadores que iriam ter entrada direta vão receber 25.000 libras (cerca de 28 mil euros).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.