O primeiro dia de competição na etapa portuguesa do circuito mundial de surf, no quadro masculino, terminou sem grandes surpresas, com a maioria dos favoritos a avançarem para a ronda três, na qual estará o português Vasco Ribeiro.

Do 'top 10' da Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa), apenas o australiano Owen Wright, número sete do 'ranking', caiu para a repescagem do Meo Rip Curl Pro Portugal, em Peniche, uma vez que o havaino John John Florence (oitavo) continua lesionado.

Frederico 'Kikas' Morais e Miguel Blanco também vão ter que disputar a ronda de eliminação, depois de terem ficado na terceira posição dos respetivos 'heats' da primeira ronda, mas mantêm vivas as aspirações de seguirem em frente neste campeonato.

Kikas, o português com melhor 'ranking' mundial (sexto no circuito de qualificação e 34.º no circuito principal), vai enfrentar o australiano Ryan Callinan e o brasileiro Jesse Mendes na terceira bateria da repescagem, enquanto Blanco, bicampeão português, tem pela frente o australiano Owen Wright e o neozelandês Ricardo Christie no primeiro 'heat' da ronda de eliminação.

"O mar está bastante difícil, com a maré muito seca a oferecer poucas oportunidades para os surfistas. O nível é bastante alto, mas com as ondas certas podemos estar ao nível dos outros. Não entrei no ritmo, mas amanhã [sexta-feira] há mais", lançou aos jornalistas Miguel Blanco, no final da sua bateria.

Já Vasco Ribeiro assegurou a passagem direta à próxima fase do campeonato disputado na Praia dos Supertubos, depois de assegurar o segundo lugar numa bateria ganha pelo brasileiro Filipe Toledo, número dois do mundo.

"Estavam condições bem difíceis, com a maré muito vazia. Já sabíamos que ia estar assim, mas está assim para todos e estou contente por passar este primeiro 'round'. Tentei encontrar as ondas um bocadinho melhores, foi difícil, mas a estratégia era estar ativo e ir procurando oportunidades", assinalou aos jornalistas 'Vasquinho', após a qualificação para a ronda três.

Também na terceira ronda de Peniche vão estar Gabriel Medina, Filipe Toledo, Jordy Smith, Ítalo Ferreira, Kolohe Andino, Kanoa Igarashi, Jeremy Flores e Julian Wilson, todos no 'top 10' da WSL.

E vão contar com a companhia do 11 vezes campeão mundial Kelly Slater, 47 anos, dos Estados Unidos, que garantiu igualmente presença na próxima fase do campeonato dos Supertubos, mostrando um surf que entusiasmou o muito público que assistiu à prova, apesar de ser um dia de semana e de ter chovido bastante no arranque do campeonato.

A ação no Meo Rip Curl Pro Portugal começou hoje na Praia dos Supertubos, em Peniche, e o período de espera estende-se até 28 de outubro. Além dos homens, cuja prova já terminou por hoje, também as surfistas estão disputar esta quinta-feira a primeira ronda do evento.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.