Lewis Hamilton (Mercedes) venceu no domingo o Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1, graças a uma penalização de cinco segundos aplicada a Sebastian Vettel (Ferrari), primeiro a cortar a meta.

O alemão falhou uma travagem na volta 48, quando liderava, saiu de pista e, ao reentrar, quase acertou em Hamilton, que vinha em segundo. Os comissários consideraram que foi uma manobra perigosa do piloto da Ferrari e aplicaram uma penalização de cinco segundos. Foi o suficiente para Lewis Hamilton vencer, uma vez que cortou a meta a 1,342 segundos de Vettel, reforçando assim comando do campeonato do mundo.

No seu canal no YouTube, Nico Rosberg admitiu que a penalização "é totalmente justa".

"O Vettel gritou a dizer que tinha sujidade nos pneus, que não tinha controlo sobre o carro e que não viu o Lewis [Hamilton]. Tudo bem, mas o Lewis estava lá. A regra diz que quando saímos de pista temos de voltar em segurança. O Vettel atravessou toda a pista e eu penso que ele poderia deixar mais espaço. Como não fez, o Lewis viu que se tratava de um situação perigosa e teve de travar. Vi a repetição várias vezes e se o Lewis não tivesse travado teria ido contra o muro", defendeu o antigo campeão do Mundo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.