Os organizadores do Rali do Chile, pontuável para o Mundial de 2020, anunciaram hoje a suspensão da prova, que estava agendada para abril, devido à instabilidade no país, com vários protestos e atos de violência.

O Rali do Chile ia ser a quarta prova do calendário do Mundial e tinha como sede a cidade de Concepción, uma das mais afetadas pelos protestos. A competição ia realizar-se entre 09 e 12 de abril, coincidindo com o plebiscito em que os chilenos vão decidir se querem que seja elaborada uma nova Constituição.

“Consideramos prudente suspender esta etapa, pensando que o plebiscito é sobretudo um ato democrático e precisa de um clima adequado para que se realize”, disse Sergio Giacaman, governador da região de Biobío, onde está localizada Concepción.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.