Miguel Oliveira (KTM) lamentou hoje que a degradação do pneu de trás da sua RC16 tenha custado um lugar nos pontos na prova de abertura do Mundial de MotoGP, no circuito de Losail, no Qatar.

O piloto português começou por ter problemas logo no arranque, pois "o motor parou na grelha de partida", mas manteve-se "calmo" e conseguiu "fazer uma boa primeira volta", tendo chegado à 15.ª posição na primeira passagem pela linha de meta.

O bom início de corrida deixou o próprio piloto da KTM admirado: "Fiquei surpreendido com o desempenho da mota no início da corrida. Conseguiu manter-me dentro do grupo e defender-me", explicou.

No entanto, "a sete voltas do final, o pneu de trás perdeu rendimento", ficando "completamente degradado".

"Foi pena, porque tinha capacidade de estar nos pontos", lamentou o piloto de Almada, acrescentando: "Estivemos competitivos e temos potencial para sermos mais rápidos".

Miguel Oliveira terminou no 17.º lugar, a 16,377 segundos do vencedor desta primeira prova do Mundial de MotoGP, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati).

A próxima prova é o GP da Argentina, no dia 31 de março.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.