José Pedro Fontes (Citroën C3 R5) estreou-se hoje a vencer no Nacional de ralis, ao ser o mais rápido no final dos nove troços cronometrados do rali d'Aboboreira, sétima prova do campeonato, em Amarante.

O piloto do Citroën partiu para o dia de hoje com 1,6 segundos de desvantagem para Bruno Magalhães (Hyundai i20 R5), mas assumiu o comando na quinta das nove especiais disputadas, para não mais o largar, vencendo seis troços.

Fontes terminou a prova com o tempo de 49.19,1 minutos, com 14,9 segundos de vantagem para Bruno Magalhães, que ascendeu, assim, à segunda posição do campeonato, a cinco pontos de Ricardo Teodósio (Skoda Fabia R5).

O piloto algarvio foi quarto, a 53,5 segundos do vencedor e atrás de João Barros (Skoda Fabia R5). No entanto, ficou em branco, pois, para efeitos de campeonato contam apenas os resultados de oito das nove provas calendarizadas.

Teodósio elegeu esta para não pontuar, aproveitando para preparar o seu carro para as duas jornadas em falta, o Rali Vidreiro (Marinha Grande) e o Casinos do Algarve.

O campeão nacional, Armindo Araújo (Hyundai i20 R5), desistiu esta manhã devido a um furo e um toque com o seu carro, em que danificou a suspensão, descendo, assim, de segundo para terceiro do campeonato.

Ricardo Teodósio mantém a liderança, com 119,18 pontos, mais cinco do que Bruno Magalhães, enquanto Araújo é terceiro com 105 pontos, tendo já prescindido do resultado do rali dos Açores.

José Pedro Fontes é agora quarto, com 88 pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.