Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) foi, este sábado, o melhor representante da armada lusa na primeira etapa do Rali de Marrocos, última prova do Mundial de todo-o-terreno, ao terminar na 20.ª posição.

O piloto de Barcelos terminou a tirada, entre Fez e Erfoud, a 7.31 minutos do vencedor, o chileno Pablo Quintanilha (Husqvarna), enquanto o seu cunhado, Paulo Gonçalves (Hero), foi 22.º, a 9.28 minutos de Quintanilha.

"Foi um dia de muito trial, com muitos perigos e muitas ravinas. Os pilotos que saíram atrás de mim ganharam-me tempo, porque eu era o segundo em pista e praticamente não tinha referências. Amanhã [domingo], vamos ter uma especial com mais areia e dunas e tenho uma posição de partida que me pode permitir recuperar algum tempo. Vou tentar melhorar o meu ritmo nos dias que faltam de corrida para estar o mais à frente possível", disse o piloto de Esposende à Agência Lusa.

Mário Patrão (KTM) foi o 27.º do dia, a 24.24 minutos, queixando-se também do desenho da especial.

"A etapa de hoje foi bastante dura e sentia-se o perigo a cada curva. O piso continua muito escorregadio, o que torna a navegação ainda mais difícil. Isso obrigou-me a cuidados redobrados para não cometer erros. Amanhã [domingo], espera-nos uma etapa supermaratona, com quase 400 quilómetros, onde iremos trabalhar para melhorar o nosso resultado, sem comprometer a corrida", disse o piloto de Seia.

Na geral, Quim Rodrigues Jr. é 16.º e Paulo Gonçalves 18.º. Patrão segue em 27.º.

Nos automóveis, o dia foi do qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota), que deixou o francês Mathieu Serradori (SRT) a 2.39 minutos.

O espanhol Fernando Alonso (Toyota), antigo bicampeão mundial de Fórmula 1, vinha a fazer uma etapa entre os mais rápidos até que dois furos nos pneus dianteiros o obrigaram a concluir os últimos quilómetros a um ritmo lento. Cedeu 44.55 minutos para o vencedor do dia.

No domingo, os pilotos enfrentam a segunda etapa, na região de Erfoud, com 386,29 quilómetros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.