Centenas de motociclistas são esperados no sábado em Góis para um programa alternativo à Concentração Internacional de Motos, cancelada devido à pandemia da covid-19.

“O Góis Moto Clube, ciente da responsabilidade que tem para com todos os motociclistas que nos visitam anualmente, não irá deixar passar a data sem assinalar o momento”, afirma em comunicado a organização.

Em Góis e na região, “são esperados centenas de amantes das duas rodas”, já que “não vão deixar de passar pela vila para manifestar a sua solidariedade para com a estrutura organizativa da Concentração de Motos e da comunidade que transborda energia e entusiasmo nas margens do rio Ceira”.

Apesar de ter sido cancelada a 27ª edição do encontro, que habitualmente reúne milhares de pessoas, aquele município do distrito de Coimbra volta a ser “o epicentro dos motociclistas”, agora “sob o signo da precaução”, de acordo com os organizadores, que vão promover no sábado, no mesmo recinto, uma feira subordinada ao tema “Concentração Mototurística de Góis”.

A iniciativa inclui duas exposições, uma de motos e outra de cartazes de anteriores edições da Concentração Internacional, entre diversas realizações.

“Entendemos que era legítimo assinalá-la com esta manifestação de apreço para quem já tinha decidido visitar-nos, de enorme significado para o Góis Moto Clube e para a comunidade goiense”, explica o presidente da associação, Nuno Bandeira.

Citado a nota, o dirigente revela que uma parte da receita da feira reverte a favor dos Bombeiros Voluntários de Góis.

“Além disso, vamos (…) promover homenagens institucionais e dar a conhecer a edição de 2021 da Concentração Internacional de Motos”, adianta.

Para a organização, “é extremamente positivo ganhar a consciência e saber que, perante adversidades, pode ser possível despertar capacidades que, eventualmente, possam estar adormecidas”.

“Trata-se de uma forma peculiar de assinalar o fim de semana que estava desenhado e arquitetado para abrir as portas a milhares de motociclistas”, defende.

Os visitantes são obrigados a “acatar as normas da Direção-Geral da Saúde, usando sempre máscara no recinto, higienizando as mãos sempre que possível e mantendo sempre o distanciamento social, no mínimo 1,5 metros entre si”, alerta Nuno Bandeira.

“O acampamento ocasional está proibido e todos devem cumprir com a totalidade das regras para que a edição de 2021 seja uma realidade e uma festa onde nos poderemos reencontrar em segurança”, sublinha.

O programa, entre as 10:30 e as 19:00, compreende ainda homenagens a Diogo Ventura, piloto de Góis que revalidou o título de campeão nacional de enduro, e Carlos Alves ("Pixote"), colaborador do Góis Moto Clube que morreu em junho, e a apresentação do projeto de requalificação do recinto, entre outras iniciativas.

Em 2019, a 26ª Concentração Internacional de Motos de Góis decorreu entre 14 e 18 de agosto, com uma participação estimada de 20 mil pessoas nos cinco dias do programa, que habitualmente inclui vários concertos ao vivo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.