António Félix da Costa (Jota) subiu este domingo ao segundo lugar da categoria LMP2 das 06 Horas de Fuji, no Japão, segunda prova do Mundial de Resistência em automobilismo, que teve uma dobradinha da Toyota.
O carro do piloto português, que fez equipa com o mexicano Roberto Gonzalez e com o britânico Anthiny Davidson, terminou na quinta posição da geral, a 10 voltas do Toyota vencedor, conduzido pelo suíço Sébastien Buémi, pelo japonês Kazuki Nakajima e pelo neozelandês Brendon Hartley.
No entanto, Félix da Costa terminou a apenas 25,808 segundos do vencedor da LMP2, o holandês Nyck de Vries (Racing Team Nederland), que faz equipa com os compatriotas Giedo Van der Garde e Frits Van Eerd.
"Fizemos uma prova ao ataque, isenta de erros, com um excelente ritmo. Este segndo lugar é um resultado muito bom para a equipa. Claramente o carro do Team Netherlands tinha um andamento superior, pelo que acabámos por perder a vitória na ponta final", referiu Félix da Costa.
"De qualquer forma estamos a crescer, melhorámos muito o acerto do carro desde Silverstone e aqui em Fuji mostrámos que terão de contar connosco na luta pelos lugares da frente. O campeonato é longo e o importante é sermos consistentes nos pontos para chegarmos ao final na luta pelo título Mundial", acrescentou.
Nesta categoria, Filipe Albuquerque (United Autosports) terminou na quarta posição com o seu Oreca, a duas voltas do vencedor. O piloto de Coimbra faz equipa com os britânicos Phil Hanson e Oliver Jarvis.
Na classificação do campeonato da LMP2, Frits Van Eerds e Giedo Van der Garde passaram para a liderança, com 41 pontos. Félix da Costa e Roberto Gonzalez são agora terceiros com 28 pontos.
A próxima prova do Campeonato do Mundo de Resistência tem lugar na China, com as 04 Horas de Xangai, no dia 10 de novembro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.