As 24 Horas de Le Mans em motos foram antecipadas de setembro para o último fim de semana de agosto, um reagendamento motivado pela pandemia da Covid-19, anunciou hoje a Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

A prova, inicialmente prevista para 18 e 19 de abril foi, na semana passada reagendada para o fim de semana de 05 e 06 de setembro devido à pandemia, que já causou mais de 8.750 mortos em todo o mundo.

A nova alteração de data, anunciada hoje pela FIM e pelo Automobile Club de l'Ouest (ACO), o clube organizador, foi motivada pelo adiamento das 24 Horas de Le Mans, prova rainha do automobilismo de resistência, de 13 e 14 de junho para 19 e 20 de setembro, decidida na quarta-feira.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 173 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de hoje, a Direção-Geral da Saúde elevou na quarta-feira o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.