A Fórmula 1 vai passar a ter uma versão elétrica já em 2014. A Fórmula E, constituída apenas por carros elétricos, foi uma proposta da Comissão Europeia em 2011 e vai finalmente ver a luz do dia dentro de dois anos.

Segundo o jornal Financial Times, a Federação Internacional do Automóvel (FIA), a organização que gere a Fórmula 1, concedeu os direitos comerciais a um consórcio chamado Formula E Holdings, liderado pelo empresário espanhol Enrique Banuelos. O campeonato deverá contar com 10 escuderias e 20 pilotos, com as marcas atualmente presentes na Fórmula 1 a serem as mais desejadas.

No entanto, outras marcas globais e empresas fabricantes de veículos elétricos poderão igualmente ter uma palavra a dizer no futuro deste evento, que decorrerá preferencialmente em circuitos urbanos. O objetivo é despertar também uma maior investigação e consciencialização para os benefícios dos carros elétricos nas cidades.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.