As equipas nacionais de Cabo Verde de xadrez preparam-se para as olimpíadas do campeonato do mundo, que se realiza no mês de Agosto, em Moscovo, numa altura que já conta com o cubano Mariano Ortega como seleccionador nacional.

Em declarações à Inforpress, o presidente da Federação Cabo-verdiana de Xadrez, Francisco Carapinha, afirmou que o intuito da criação das equipas do jogo de xadrez é o de dinamizar e divulgar o xadrez, captar praticantes, dar a conhecer a modalidade e potencializar os atletas.

“Este ano, esperamos ir a Moscovo, em Agosto, para participar nas Olimpíadas de xadrez”, realçou Carapinha, explicando que esse é o objectivo principal dos jogadores de xadrez.

Acrescentou ainda que a equipa nacional precisa actuar na parte competitiva, começando a qualificar os jogadores, mediante formações para os professores, levando a modalidade desportiva para as escolas e outras instituições

O cubano Mariano Ortega, o seleccionador do jogo de xadrez estará à frente da parte técnica como treinador, e formador de formadores, visando capacitar e “melhorar ainda mais a prestação dos atletas”.

A Federação Cabo-verdiana de Xadrez, uma associação jovem, que completará em Abril deste ano quatro anos de existência, trabalha para promover anualmente um plano de actuação nos jogos de xadrez.

As equipas nacionais do jogo de xadrez, recordou Francisco Carapinha, participaram no ano passado no sub-16, em Marrocos e São Tomé e Príncipe.

Explicou que o xadrez praticado pelas equipas nacionais requer a utilização de tácticas, estratégias e lógica no jogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.