Os pódios dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 serão fabricados com restos de plástico retirados do mar, anunciou a organização do evento.

Para fabricar 100 pódios o país terá de reunir 45 toneladas de plástico.

"Acreditamos que este projeto, que transmitirá uma mensagem ecológica ao Japão e ao mundo, terá um grande alcance", declarou o presidente da organização Tóquio-2020, Toshiro Muto.

Os japoneses interessados em colaborar poderão depositar o plástico usado em contentores que serão instalados a partir de quinta-feira em 2.000 unidades de uma rede de supermercados.

O projeto também utilizará o plástico recolhido do mar em operações de limpeza.

De acordo com a ONU, o Japão gera mais resíduos plásticos per capita que qualquer outro país do mundo, com excepção dos Estados Unidos da América.

Os organizadores de Tóquio-2020 têm como meta uns Jogos Olímpicos ecológicos e sustentáveis e anunciaram várias medidas para alcançar o objetivo.

As medalhas dos atletas serão produzidas com metal reciclado. Cidadãos e empresas foram convidados a doar os aparelhos electrónicos descartados (telemóveis, computadores antigos), o que permitiu recuperar 4.100 quilos de prata, 2.700 quilos de bronze e 30,3 quilos de ouro.

As roupas dos atletas japoneses também serão produzidas com material reciclado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.