O presidente do Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno Pyeongchang2018 (COCOG) classificou hoje como “irresponsáveis” as notícias sobre uma visita do presidente do Comité Olímpico Internacional (COI) à Coreia do Norte.

“Fiquei espantado com esta informação absolutamente infundada”, disse Lee Hee-Beom à chegada à Coreia do Sul, depois de ter estado na Suíça, onde participou numa reunião da Comissão Executiva do COI.

Em declarações à agência AFP, Lee Hee-Beom referiu que as afirmações devem ter sido feitas por alguém “que queria ver os seus desejos transformados em realidade” e lembrou que a Coreia do Norte enfrenta graves sanações internacionais, pelo que “tal visita seria muito difícil”.

Há poucas horas, a agência sul-coreana Yonhan anunciou, citado fontes governamentais, que Thomas Bach poderia deslocar-se à Coreia do Norte.

Segundo a Yonhan, a visita, que servira para analisar a participação de atletas norte-coreanos nos Jogos Pyeongchang2018, deveria realizar-se ainda este ano. O COGOC tem sempre defendido a participação de atletas norte-coreanos nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que decorrem entre 09 e 25 de fevereiro, considerando-a uma forma de aproximação entre os dois países.

As duas Coreias estiveram em guerra entre 1950 e 1953, num conflito que terminou com um armistício e não com um tratado de paz, o que significa que, tecnicamente, ainda estão em guerra.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.