Khabib Nurmagomedov deixou esta quinta-feira uma mensagem nas redes sociais direcionada aos responsáveis da UFC. Em causa estão os desacatos que aconteceram após o final do combate entre o russo e Conor McGregor.

Mencionando o ataque a um autocarro de lutadores em que Conor esteve envolvido em abril, Nurmagomedov questionou a UFC: "Porque é que não despediram ninguém quando a equipa deles atacou o autocarro e feriu algumas pessoas? Eles poderiam ter matado, porque razão é que ninguém diz nada sobre insultar a minha terra natal, a minha religião, a minha nação e a minha família?". 

"Porque é que só castigam a minha equipa, quando as duas equipas estiveram envolvidas na luta. Se dizem que eu comecei, então eu não concordo, só terminei o que ele já tinha começado", garantiu ainda Nurmagomedov.

"Em qualquer caso, castiguem-me a mim, o Zubaira Tukhugov não tem nada a ver com isso. Se acham que eu vou ficar calado, então estão enganados. Cancelaram a luta do Zubaira e querem dispensá-lo só porque ele bateu no Conor. Mas não se esqueçam que foi o Conor quem bateu no meu outro 'irmão' primeiro, basta verificarem o vídeo", atirou ainda.

De seguida, o lutador ameaçou sair da UFC. "Se decidirem despedi-lo, saibam que também me vão perder a mim. Nós nunca desistimos dos nossos 'irmãos' na Rússia e eu vou até o fim pelo meu 'irmão'. Se ainda assim decidirem demiti-lo, não se esqueçam de me enviar a rescisão do meu contrato, caso contrário, eu mesmo o romperei".

Para finalizar, Nurmagomedov deixou um último aviso: "E mais uma coisa, podem ficar com o meu dinheiro que têm retido até agora. Estão muito ocupados com isso, espero que não fique preso nas vossas gargantas. Defendemos a nossa honra e esta é a coisa mais importante. Nós pretendemos ir até o fim".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.