Os atletas portugueses Luís Costa, na classe H5, e Telmo Pinão, em C2, terminaram hoje no oitavo lugar as respetivas provas de fundo da etapa da Taça do Mundo de paraciclismo, realizada em Baie-Comeau, no Canadá.

Na prova de classe H5, com 11 participantes à partida para os 56,7 quilómetros do percurso, Luís Costa esteve envolvido em algumas movimentações, mas na parte final da corrida os atletas reagruparam-se e discutiram a decisão ao ‘sprint’.

O antigo piloto de Fórmula 1 italiano Alessandro Zanardi foi o mais rápido, diante do holandês Tim de Vries e do francês Loic Vergnaud, respetivamente segundo e terceiro. Luís Costa terminou em oitavo com mais quatro segundos do que o vencedor.

“O Luís Costa poderia ter feito quinto ou sexto se taticamente se tem protegido mais, mas está de parabéns pois chega com o grupo da frente. Esta classe tem apresentado alguma revalorização de quantidade e qualidade, porque apareceram vários atletas jovens e de qualidade, que tornaram a classe muito mais competitiva”, disse o selecionador nacional, José Marques.

Telmo Pinão terminou em oitavo a corrida da classe C2, também na distância 56,7 quilómetros, que teve como vencedor o francês Alexandre Leaute, seguido pelo checo Ivo Koblasa e pelo canadiano Tristen Chernove. O atleta português terminou a 1.09 minutos do vencedor.

“O Telmo Pinão está de parabéns pela forma como leu a corrida”, considerou José Marques, em declarações aos canais de comunicação da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.