O Salão Preto e Prata do Casino Estoril vai receber a Padel Golden Cup 2019, um evento de exibição disputado por quatro nações, Portugal, Brasil, Espanha e Argentina, que irá decorrer entre sexta-feira e domingo, em Cascais.

Numa iniciativa inédita em Portugal, o Casino Estoril irá acolher um campo de padel 'indoor', com as dimensões oficiais, para a realização de um torneio que contará com a participação de vários jogadores do World Padel Tour (WPT), como são o caso de espanhol Alejandro Galán, número seis do 'ranking' mundial, e do argentino Miguel Lamperti (nono na mesma hierarquia).

"Queríamos fazer algo num sítio diferente para ser um evento único e que pudesse chamar a atenção do público em geral. O padel está a ter um crescimento enorme, é a modalidade que mais cresce em Portugal, mas ainda não é suficientemente conhecida e julgo que um evento destes pode ajudar nessa divulgação", começou por explicar hoje o representante da organização Top Rackets, Carlos Macedo Coutinho, em declarações à agência Lusa.

Atendendo ao cariz de exibição, a Padel Golden Cup só pode contar com a presença de dois jogadores do top-10 do 'ranking' WPT, mas, ainda assim, terá no Salão Preto e Prata os brasileiros Lucas Campagnolo e Lucas Bergamini, ambos no 21.º posto da hierarquia mundial, Federico Chingoto (24.º WPT), que irá jogar ao lado de Miguel Lamperti, e o espanhol Guillermo Lahoz (46.º WPT), parceiro de Alejandro Galán. Portugal será representado por Miguel Oliveira e Vasco Pascoal.

"A esta competição por nações vamos juntar alguns jogos com senhoras, o que é uma novidade. Teremos a Ana Catarina Nogueira e a Sofia Araújo a jogar contra uma dupla espanhola, constituída pela Tamara Icardo e pela Paula Josemaria. Além do encontro de senhoras, haverá um desafio de pares mistos, em que as jogadoras portuguesas vão formar dupla com os jogadores argentinos", avançou ainda Carlos Macedo Coutinho, manifestando a expectativa de "ter casa cheia e que seja um espetáculo fantástico".

Já Miguel Oliveira, 68.º colocado no 'ranking' mundial, disse nunca ter imaginado disputar um torneio de padel dentro de um casino, embora note o investimento do Casino Solverde no padel nacional.

"Achava que ia demorar uns bons anos para isto acontecer. Tenho muito orgulho em representar Portugal ao lado do meu parceiro Vasco Pascoal nesta competição quadrangular e, sendo da zona de Oeiras, vir jogar ao fim de semana ao Casino Estoril é um sonho tornado realidade. Estou muito contente", frisou o atleta, aquando das montagens do 'court' no Salão Preto e Prata, com a capacidade para 400 pessoas nas bancadas.

Apesar de não ser uma iniciativa comum, o porta-voz do recinto anfitrião, Luís Peralta, lembrou que o "evento de padel enquadra-se na própria matriz do Casino Estoril, que concilia de forma ímpar a vertente de jogo e a parte lúdica de animação e lazer", apontando como exemplos a realização de eventos de boxe e kickboxing.

Nuno Piteira Lopes, vereador do desporto da Câmara Municipal de Cascais, defendeu, por sua vez, que a "autarquia não poderia deixar de se associar a um evento" como a Padel Golden Cup 2019.

"Nós gostamos de nos associar a este tipo de loucuras, porque acreditamos nelas, na ousadia, no sonho, na capacidade de fazer diferente e que nunca foram feitas. Estamos muito satisfeitos por uma iniciativa destas, inédita, ser feita em Cascais, um conselho que vive e respira desporto. O padel em Cascais tem cada vez mais praticantes e é uma modalidade que, além da vertente profissional e competitiva, tem uma componente social. É desporto no qual acreditamos muito", disse.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.