A organização do Open Europeu de Agility foi atribuída a Portugal, evento a realizar de 21 a 26 de julho de 2021, na Cidade Desportiva em Abrantes, com cerca de 40 países concorrentes, disse hoje à Lusa a presidente da autarquia local.

"Estamos muito satisfeitos por Abrantes acolher uma prova que nos posiciona na rota nos grandes eventos internacionais, que nos distingue, e que valoriza o concelho, a região e todo o país", disse Maria do Céu Albuquerque, presidente do município de Abrantes, no distrito de Santarém, relativamente ao Open Europeu de Agility 2021.

Ao evento, a realizar em julho de 2021, junta-se ainda o 'Border Collie Classics', o Campeonato do Mundo em Agility para uma raça específica, que decorrerá na cidade desportiva de Abrantes na semana anterior ao Campeonato da Europa, provas que contam habitualmente com a participação de milhares de duplas participantes.

"Será um ano em cheio para Portugal porquanto é a primeira vez que o nosso país acolhe estas competições internacionais", disse à Lusa Ezequiel Sousa, presidente do Clube Cinófilo do Alentejo (CCA), entidade organizadora, tendo referido que "Abrantes foi a cidade escolhida para ser a capital mundial de Agility porque está numa zona central do país e porque a edilidade já trabalha com o CCA na realização de algumas provas e disponibilizou-se para ser parceiro deste grande evento".

Agility é um desporto competitivo que se caracteriza por ser uma prova de destreza canina em que o dono dirige o seu cão por uma série de obstáculos, e em que o objetivo é terminar a prova sem cometer infrações e no menor tempo possível.

Segundo aquele responsável, as provas, que vão decorrer em duas semanas seguidas, "vão obrigar a uma grande logística, em que será necessário ter cerca de 150 pessoas a trabalhar, e que vamos ter várias pistas em simultâneo", a funcionar nas provas de competição.

Por outro lado, os milhares de participantes "vão esgotar todo o alojamento disponível em Abrantes e em toda a região envolvente, desde que aceitem cães, como é óbvio", notou.

"Em duas semanas, em plena época de verão, e vindo de vários pontos da Europa e de todo o Mundo, esta será também uma boa oportunidade para os participantes passearem e conhecerem turisticamente a região e o país", destacou Ezequiel Sousa, relativamente a um evento que também pode ajudar a promover a modalidade em Portugal, que conta atualmente com cerca de 90 duplas no ativo.

As provas a decorrer em julho de 2021 vão contar com perto de dois milhares de participantes oriundos de cerca de 40 países de toda a Europa e de outras partes do mundo.

A candidatura foi oficializada pelo Clube Português de Canicultura e atribuiu ao Clube Cinófilo do Alentejo a organização do Campeonato da Europa, que, por sua vez, decidiu realizar os dois eventos em Abrantes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.