O FC Porto conseguiu hoje uma importante vitória, por 4-3, frente ao Benfica, com a reviravolta a ser conseguida a 1.30 minutos do final, em jogo da sétima jornada do campeonato de hóquei em patins.

Com esta vitória os portistas contabilizam 13 pontos e estão na quinta posição, estando agora a cinco pontos da líder Oliveirense. O Benfica, por outro lado, sofreu a primeira derrota no campeonato e somou 16 pontos, seguindo na terceira posição.

O Benfica foi avassalador nos primeiros minutos do encontro e ‘calou’ um Dragão Arena, completamente lotado, com dois golos em sete minutos - o primeiro de Carlos Nicolia e o segundo de Lucas Ordoñez.

O FC Porto, com sérias dificuldades, estava apático perante a supremacia benfiquista, e sem capacidade de reagir à desvantagem madrugadora.

Ainda assim, e após alterações feitas pelo treinador Guillem Cabestany, o FC Porto assumiu uma postura mais dominadora e agressiva.

Os ‘dragões’ reduziram ainda na primeira parte, numa altura em que era a equipa portista que mais ameaçava a baliza de Pedro Henriques. Aos 18 minutos, Gonçalo Alves num remate de longe reduziu a desvantagem.

O Benfica, por outro lado, estava a sentir dificuldade em recuperar e em assumir novamente o comando da partida, permitindo aos portistas que continuassem a pressionar.

Após o golo, o FC Porto teve oportunidade de chegar ao empate, mas Carlo Di Benedetto não conseguiu concretizar um livre direto.

Já na segunda parte o Benfica, mais eficaz nos lances de bola parada, e numa altura em que o FC Porto ameaçava com o golo do empate, marcou o terceiro por intermédio novamente de Lucas Ordoñez, num livre direto.

Logo de seguida, Reinaldo Garcia repôs a diferença deixando o jogo em aberto até ao final.

E, na verdade, o FC Porto, já na reta final, conseguiu chegar à igualdade com um golo de Rafa.

A 1.30 minutos do final a formação ‘azul e branca’ fez a reviravolta com Gonçalo Alves a marcar um livre direto e a carimbar a vitória portista.

O Benfica ainda beneficiou de uma grande penalidade a um minuto do final, mas o jovem Tiago Rodrigues, que entrou para substituir Xavi Malián que viu cartão azul após ter saído da baliza duas vezes, impediu o golo na terceira tentativa de Nicolía e segurou a vitória.

Jogo disputado no Dragão Arena, no Porto.

FC Porto - Benfica, 4-3.

Ao intervalo: 1-2.

Marcadores:

0-1, Carlos Nicolia, 03 minutos.

0-2, Lucas Ordoñez, 07.

1-2, Gonçalo Alves, 18.

1-3, Lucas Ordoñez, 29 (livre direto).

2-3, Reinaldo Garcia, 29.

3-3, Rafa, 20.

4-3, Gonçalo Alves, 49 (livre direto).

Sob a arbitragem de Joaquim Pinto e Pedro Silva, as equipas alinharam:

- FC Porto: Xavi Malián, Rafa, Reinaldo Garcia, Carlo Di Benedetto e Sergi Miras. Jogaram ainda: Tiago Rodrigues (gr), Gonçalo Alves, Hugo Santos, Giulio Cocco, Poka.

Treinador: Guillem Cabestany.

- Benfica: Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Carlos Nicolia e Lucas Ordoñez. Jogaram ainda: Jordi Adroher, Edu Lamas, Gonçalo Pinto.

Treinador: Alejandro Dominguez.

Assistência: Cerca de 2.000 espetadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.