Em declarações à imprensa, Alfredo António revelou que a sua direcção vai fazer um levantamento junto aos clubes para inteirar-se sobre as suas necessidades básicas e ajudar a superar o mau momento que vivem.

Por outro lado, manifestou preocupação pelo facto de existirem apenas três clubes na província, nomeadamente a Casa do Pessoal, Académica do Lobito e o Hóquei Clube, todas a jogarem no Lobito, embora tenham as três categorias básicas que são os iniciados, os juvenis e os juniores.

“Queremos também dar vida a prática da modalidade nos municípios da Catumbela e Benguela, onde já existiu noutros tempos, assim como transformar alguns núcleos em clubes”, sublinhou.

Lamentou não ter concluído no mandato passado, a massificação geral, criando mais clubes na província, bem como aumentar o número de praticantes devido a grande escassez de material.

“Por causa desta situação, nenhuma das equipas de Benguela participou num dos campeonatos nacionais, recentemente realizados em Luanda”, afirmou o presidente.

Questionado sobre a aquisição de uma sede própria, disse ter esperança este ano em função da promessa da Delegação Provincial dos Desportos.

Reagindo sobre a sua reeleição, em lista única, o presidente da Académica do Lobito, Luís Borges, afirmou que Alfredo António é um indivíduo experiente na modalidade, tanto como atleta (Dínamo e CDUA em Luanda), assim como dirigente e que vai realizar um bom trabalho para garantir bons resultados para a  província.

Também o  presidente do Hóquei Clube, Walter Fragoso, partilha a mesma opinião, alegando que esta direcção poderá ultrapassar os momentos difíceis que a modalidade vive neste momento, com o apoio dos associados.

A Associação Provincial de Patinagem em Benguela conta apenas com as equipas da Académica do Lobito, do Hóquei Clube e a Casa do Pessoal do Porto do Lobito, sendo esta, a mais representativa, tendo participado em vários campeonatos nacionais  e torneios internacionais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.