A equipa belga Quick-Step Floors venceu hoje o contrarrelógio masculino por equipas dos Mundiais de ciclismo de estrada, em Innsbruck, na Áustria, estabelecendo um novo recorde de quatro triunfos na prova para uma mesma formação.

Depois de 2012, 2013 e 2016, a equipa belga volta a vencer um título coletivo, no ‘crono’ entre Otztal e Innsbruck, de 62,5 quilómetros.

A equipa registou um tempo de 1:07.25 horas, 18 segundos a menos que a holandesa Sunweb, campeã em 2017, e 19 para os norte-americanos BMC, que ficaram em terceiro.

Em destaque na Quick-Step, que conseguiu o 69.º triunfo da temporada, está o holandês Niki Terpstra, que esteve em todos os quatro títulos, tendo desta vez sido campeão ao lado do dinamarquês Kasper Asgreen, do belga Laurens de Plus, do luxemburguês Bob Jungels, do belga Yves Lampaert e do alemão Maximilian Schachmann.

A espanhola Movistar, única equipa com um ciclista português em prova, Nelson Oliveira, terminou o exercício no sexto lugar, sendo que o luso volta a entrar em ação na quarta-feira, no 'crono' individual, prova em que foi quarto classificado em 2017.

No contrarrelógio coletivo feminino, a vitória foi para a alemã Canyon SRAM Racing, à frente da holandesa Boels Dolmans Cycling Team, segunda, e da holandesa Subweb, que defendia o título.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.