O britânico Geraint Thomas, vencedor da Volta a França em 2018, vai abdicar de participar na próxima edição da Volta a Itália, para estar "nas melhores condições possíveis" para defender o título no Tour.

"Talvez participe no Giro no próximo ano, mas este ano será sempre o Tour" o centro das atenções, disse o ciclista galês, em declarações à BBC.

Thomas, que iniciou a época com a participação na Volta à Comunidade Valenciana, já tinha afirmado que o Tour era a grande prioridade para 2019, se bem que reconheça que tem uma imagem para melhorar em Itália, depois da desistência de 2017.

"O principal objetivo é correr de novo no Tour de França, para obter o melhor resultado possível. Se não tivesse triunfado na edição do Tour do ano passado, talvez encarasse este ano um programa Giro/Vuelta, mas como ganhei, terei o dorsal número um e ficarei triste se não estiver de novo a 100%", ", disse o ciclista da Sky, de 32 anos.

A Sky anunciou no mês passado que Chris Froome, vencedor do Tour e Vuelta em 2017, também não vai defender o título conquistado no Giro no ano passado. Em contrapartida, aponta para uma quinta vitória na 'Grande Boucle'.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.