O português Flávio Pacheco foi hoje 11.º classificado no contrarrelógio individual, na classe H4, da Taça do Mundo de paraciclismo, que arrancou hoje em Corridonia, Itália, e decorre até domingo.

Único luso em competição no primeiro dia, o campeão nacional da especialidade acabou os 27,1 quilómetros em 57.54 minutos, 7.47 atrás do vencedor, o holandês Jetze Plat.

Pacheco tem como objetivo somar pontos para a seleção portuguesa na qualificação paralímpica para 2020, em que só está garantido um atleta, sendo que o selecionador, José Marques, disse, em declarações reproduzidas pela Federação Portuguesa de Ciclismo, que o corredor “poderia ter feito melhor”, ainda que a “condição que revelou” deixe “boas perspetivas” para a prova em linha.

Na primeira fase da Taça do Mundo, em Corridonia, Telmo Pinão entra em ação na sexta-feira, pelas 09:00, no contrarrelógio individual, seguido de Luís Costa, pelas 17:00.

No sábado, Flávio Pacheco e Luís Costa correm as provas de fundo da sua classe, seguindo-se Telmo Pinão, no domingo, antes de a prova se mudar para Ostend, na Bélgica, onde os três voltam a competir, assim como vários ciclistas portugueses a título individual.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.