O ciclista André Carvalho foi hoje o melhor corredor português na prova de fundo de sub-23 dos Campeonatos do Mundo de estrada, ao ser 30.º, em prova disputada entre Doncaster e Harrogate, Inglaterra.

De acordo com a comunicação da assessoria de imprensa da Federação Portuguesa de Ciclismo, o corredor famalicense foi o mais resistente do quarteto nacional, numa corrida de 171,6 quilómetros, disputada entre Doncaster e Harrogate, à média de 44,025 km/h.

Além da exigência do percurso, os corredores enfrentaram chuva, frio e vento forte, nada que impedisse um grande espetáculo, concluído de forma inesperada: o holandês Nils Eekhoff, vencedor do sprint final, foi desclassificado por abrigo prolongado no carro de apoio numa fase intermédia da prova, fazendo com que o título fosse entregue ao italiano Samuele Battistella.

Com a desclassificação de Eekhoff, Battistella assegurou a medalha de ouro, a prata foi entregue ao suíço Bissegger e o bronze ao britânico Pidcock. André Carvalho foi o 30.º, gastando mais 3.02 minutos do que o vencedor. Seguiram-se Miguel Salgueiro, 57.º, e João Almeida, 76.º, ambos a 12.42.

O Mundial de estrada prossegue no sábado com a prova de fundo para a elite feminina. Portugal estará representado por Maria Martins nesta corrida de 149,4 quilómetros, entre Bradford e Harrogate, com início às 11:40.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.