O médico da equipa de basquetebol do CSKA Moscovo, Roman Abzhelilov, morreu hoje em Moscovo, em consequência da doença covid-19, informou nas redes sociais o clube russo.

Abzhelilov, de 44 anos, com dois filhos, estava internado num hospital de Moscovo desde o início de maio, sem conseguir recuperar da doença, que já vitimou mais de 307 mil pessoas em todo o mundo.

“Hoje morreu o nosso bom amigo, colega, excelente médico e homem de família, Roman Abzhelilov. Lutou desesperadamente, mas não conseguiu superar as complicações causadas pela infeção pelo novo coronavírus”, referiu o CSKA Mscovo, em comunicado.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 307 mil mortos e infetou mais de 4,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,6 milhões de doentes foram considerados curados.

A Rússia é o segundo país do mundo com mais infeções (mais de 272 mil), apesar de registar menos mortos (2.537), do que Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Espanha, Brasil ou França, os que mais vítimas têm.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.