A estafeta masculina de Portugal de 4x100 metros derrotou hoje a sua homóloga espanhola, no encontro ibérico de estafetas que teve lugar em Salamanca, com a Espanha a ser mais forte no setor feminino.

A tendência foi igual nas duas provas de masculinos realizadas, bem como nas duas de femininos, com mais de uma hora de intervalo de permeio.

José Pedro Lopes, Carlos Nascimento, Pedro Bernardo e Ancuiam Lopes integraram o quarteto luso, vencedor da primeira corrida em 39,73 segundos, uma marca que fica como a melhor lusa do ano até ao momento, mas está longe de poder qualificar para o Mundial de Doha ou para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

A Espanha foi segunda em 39,83 e a Espanha sub-23 terceira, em 40,07. O quarteto sub-23 de Portugal foi quarto, com 40,28 - Wilson Pedro, André Prazeres, Delvis Santos e João Esteves estiveram na equipa.

Em femininos, as equipas principal e sub-23 de Portugal não passaram dos quarto e quinto lugares, atrás de três formações espanholas.

Venceram as sub-20, com 44,85, novo recorde espanhol do escalão (44,85), à frente das sub-23 e do quarteto 'A'.

Pela seleção lusa, creditada em 45,16, correram Olímpia Barbosa, Lorene Bazolo, Adriana Alves e Patrícia Rodrigues. As sub-23, com Daniela Amaro, Sara Seabra, Catarina Lourenço e Fatouma Baldé, fizeram 46,65.

Quando as seleções voltaram à pista, Portugal repetiu a equipa e voltou a triunfar, em 39,73, à frente da Espanha 'B', com 39,83. Os portugueses sub-23 - também com o mesmo quarteto - foram terceiros, com 40,17, marca que poderá valer a ida aos Europeus do escalão, se Portugal levar dois atletas a nível individual.

A segunda prova de 4x100 metros femininos foi para Espanha 'A', com 44,58, à frente da Espanha sub-23, com 45,77. A equipa principal lusa não regressou e as sub-23 foram quartas, com 45,98.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.