A Taça da Europa de lançamentos, agendada para o fim de semana de 21 e 22 de março em Leiria, foi adiada, devido ao surto do Covid-19, informou esta quarta-feira a Associação Europeia de Atletismo.

“A decisão segue-se às recentes recomendações das autoridades portuguesas para a saúde, e responsáveis regionais e locais, em relação ao surto do novo coronavírus (Covid-19)”, refere o organismo europeu de atletismo.

Na mesma nota, a Associação informa que um possível reagendamento da competição será discutido na reunião do comité executivo em 24 e 25 de março, em Lausana.

“Neste momento, a saúde e bem-estar dos atletas, árbitros e espetadores está acima de quaisquer outras considerações”, acrescenta o organismo, explicando que continuará a monitorar de perto a situação.

Devido à epidemia do novo coronavírus outros eventos desportivos em Portugal têm sido cancelados, adiados ou indicados para se realizarem à porta fechada, sem a presença de público ou com número bastante reduzido.

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou a realização à porta fechada dos jogos da 25.ª jornada da I e II ligas, dos quais se destacam a visita do líder FC Porto a Famalicão e a receção do Benfica, campeão nacional e segundo classificado, com menos um ponto, ao Tondela.

O organismo federativo informou, no mesmo dia, os encontros das competições não profissionais de futebol também seriam disputados à porta fechada, enquanto as associações de futebol do Porto e de Braga suspenderam a atividade e as restantes estruturas distritais restringiram a atividade ao escalão de seniores, até ao limite de cinco mil espetadores.

Foi ainda decidida a suspensão das competições nacionais nos escalões de formação de futebol e de futsal entre 14 e 28 de março e o encerramento ao público das provas de seniores de futsal, entre as quais a fase final da Taça de Portugal.

Também na terça-feira, a meia maratona de Lisboa, marcada para 22 de março, foi adiada para 22 de setembro e anunciado que o jogo entre a Espanha e Portugal, da quinta e última jornada do Europe Championship de râguebi, agendado para 15 da março, em Madrid, será jogado à porta fechada.

No mesmo dia, as federações de basquetebol e de voleibol anunciaram que os jogos das principais competições seniores, em masculinos e femininos, vão ser disputados à porta fechada e que os dos escalões de formação foram suspensos.

A Federação Portuguesa de Patinagem adotou uma medida menos restritiva, determinando que os jogos dos campeonatos masculino e feminino de hóquei em patins tenham a lotação limitada a 50% da capacidade dos pavilhões, com o máximo de 1.000 pessoas por partida, entre espetadores e intervenientes.

O Benfica também anunciou uma série de medidas preventivas, como a suspensão temporária da atividade desportiva e o adiamento de provas, em áreas como os escalões de formação de futebol, atletismo, natação e ginástica.

No mesmo dia, na terça-feira, o presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), José Calixto, anunciou o cancelamento da Volta ao Alentejo em bicicleta, entre 18 e 22 de março.

Antes, os campeonatos internacionais de Portugal de badminton, que deveriam ser disputados entre 05 e 08 de março, nas Caldas da Rainha, tornaram-se a primeira competição a ser afetada pelo Covid-19 em Portugal, tendo sido cancelados três dias antes do início.

Em 04 de março, foi cancelada a Taça da Europa de judo de juniores, que deveria realizar-se em Coimbra, e o Campeonato da Europa de atletismo em pista coberta para veteranos, previsto para decorrer em Braga, foi adiado para 2021.

Em 06 de março, a Federação Portuguesa de Ténis de Mesa decidiu suspender de forma temporária os cumprimentos antes do início dos jogos, medida que também foi adotada dois dias depois pela FPF e pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.