Barack Obama não deixou passar em claro os dois extraordinários feitos alcançados este fim de semana no mundo do atletismo por parte de Eliud Kipchoge e . Reconhecido amante do desporto, o antigo presidente dos EUA colocou nas redes sociais uma mensagem de felicitação aos dois atletas quenianos que fizeram história na Maratona.

"Ontem [sábado], o maratonista Eliud Kipchoge tornou-se no primeiro homem a quebrar a barreira das duas horas. Hoje [domingo], em Chicago, Brigid Kosgei fixou um novo recorde mundial feminino na Maratona. Feitos incríveis, que são também exemplos da capacidade do ser humano em se superar e apontar sempre mais alto", escreveu num tweet que soma já mais de 30 mil partilhas e 290 mil ‘likes’.

Kipchoge fez questão de responder. Mostrou-se orgulhoso pela mensagem recebida de tão ilustre figura e lançou um desafio.

"Caro Sr. Obama. Obrigado pelas suas palavras especiais! O meu objetivo na vida é inspirar os outros. Obrigado por me ter inspirado a mim. Seria uma enorme honra poder encontrá-lo pessoalmente e discutir de que forma poderemos tornar este mundo num mundo da corrida, pois assim seria um mundo mais pacífico", escreveu o queniano nas redes sociais.

Eliud Kipchoge, recordista mundial na distância e campeão olímpico no Rio2016, concluído o desafio INEOS 1.59, uma corrida não oficial, preparada para este efeito. O queniano, de 34 anos, vencedor de 10 maratonas, entre as quais de Chicago, Londres e Berlim, disse esperar ser apenas o primeiro a alcançar este registo.

A marca alcançada não será homologada pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF), por vários motivos, entre os quais o de Kipchoge ter corrido sozinho, atrás de um carro “corta-vento” e marcador de tempo [pacer] e constantemente “escoltado” por 41 atletas de topo, que cumpriram a missão de “lebres” por turnos.

Kipchoge cumpriu quatro vezes um circuito plano de 9,9 quilómetros a um ritmo constante de dois minutos e 50 segundos por quilómetro, ou seja, a uma velocidade de 21 quilómetros por hora.

Além de simbólico, o desafio INEOS 1.59, patrocinado pelo gigante da petroquímica liderado britânico Jim Ratcliffe, foi também um enorme evento mediático.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.