A possibilidade de realizar os Europeus de remo em junho, na Polónia, foi descartada pela Federação Internacional de Remo (FISA), que confia numa evolução favorável da pandemia da covid-19 para que possam disputar-se em setembro ou outubro.

As dificuldades dos atletas em treinar e viajar, as restrições à circulação impostas em muitos países, os períodos de quarentena “e, em muitos casos, a falta de cobertura de seguro para o novo coronavírus” levaram a FISA e o comité organizador a anunciar na terça-feira o cancelamento do evento.

Os Europeus de remo estavam previstos para decorrer de 05 a 07 de junho, em Poznan, na Polónia, e tanto a FISA como o comité organizador esperam uma evolução favorável da pandemia do novo coronavírus para que possam ser remarcados para setembro ou outubro deste ano.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 165 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 160 mortes e 7.443 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.