A seleção portuguesa de andebol recebeu e venceu hoje a França por 33-27, numa excelente exibição que lhe permitiu subir à liderança do grupo 6 da fase de qualificação para o europeu de 2020.  Foi o segundo triunfo da história sobre os gauleses - tinha-o conseguido em 1980.

No final da partida, o selecionador Paulo Pereira afirmou que este foi o "melhor jogo" desde que assumiu a seleção nacional.

"Sempre sentimos que podíamos vencer. Foi o jogo da minha vida a que mais tempo dediquei. O mais importante foi conseguirmos que os atletas não hesitassem em nenhum momento. Andámos a hesitar nos últimos anos. Às vezes, hesitamos no remate ou na defesa. [Os jogadores] têm trabalhado muito bem nos clubes e este trabalho na seleção é apenas a 'ponta do iceberg'. Agora, o próximo passo é conseguir manter esta forma de estar fora de casa. Normalmente, fora de casa, temos outra postura. Não basta fazer um jogo excelente. A França continua a ser uma das três melhores equipas do mundo, mesmo sem o Nikola Karabatic. Estamos felizes. Pensamos já no jogo de Estrasburgo [as duas seleções voltam a defrontar-se no domingo]", considerou o treinador.

"Falta um empate para garantir o apuramento para o Europeu de 2020. É quase impossível falhar, mas enquanto não estiverem todos os números garantidos, temos de manter esta postura. O importante é qualificarmo-nos para o Europeu, seja em primeiro, em segundo ou em terceiro", vincou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.