O guarda-redes de andebol do FC Porto Alfredo Quintana considerou hoje que os ‘dragões’ devem ser declarados campeões caso o campeonato português seja dado por concluído, devido à pandemia de COVID-19.

A competição foi interrompida antes do início da segunda fase, depois de os ‘azuis e brancos’ terem terminado a primeira na liderança, com 77 pontos, mais dois do que o Sporting, sem que haja uma decisão sobre o seu desfecho.

"É ridículo em Portugal pensarem em tomar uma decisão sem campeão. É ridículo não haver campeão e depois uma equipa ir à Liga dos Campeões. Se terminar o campeonato, o FC Porto tem de ser o campeão, pois foi a equipa mais regular ao longo da época”, afirmou o internacional português.

Em declarações à FC Porto TV, Quintana enalteceu o desempenho portista, recordando o triunfo no terreno dos ‘leões’, por 27-23, depois do empate 29-29 na primeira volta.

“Não estou a dizer que o Sporting não foi regular, mas nós fomos mais do que eles porque no jogo que não podíamos perder, nós vencemos. Fomos a equipa mais regular do campeonato. O Sporting teve um deslize ao perder o último jogo connosco, em Lisboa", sublinhou.

Quintana recordou a solução encontrada nos campeonatos da modalidade noutros países.

“Há campeonatos muito mais competitivos a nível mundial que já pararam e decidiram o campeão, o alemão, o francês. As melhores ligas já tomaram uma decisão. Se fosse ao contrário era igual. Se o Sporting estivesse em primeiro o que poderia fazer? É claro que ia ficar frustrado, porque a diferença é de apenas um ponto [as equipas avançam para a segunda fase com metade dos pontos da primeira]", rematou o luso-cubano.

Quintana assumiu ainda a tristeza com o cancelamento dos oitavos e dos quartos de final da Liga dos Campeões – fase à qual o FC Porto chegou pela primeira vez –, que avança diretamente para a ‘final four’.

"Fiquei muito triste por ver o FC Porto afastado desta maneira da Liga dos Campeões, pois acho que tínhamos talento suficiente para passar estas rondas a eliminar e chegar à ‘final four’ da competição", referiu.

O FC Porto, que estava nos oitavos de final depois de ter sido quinto no Grupo B, iria defrontar os dinamarqueses do Aalborg para definir o adversário dos alemães do Kiel, nos ‘quartos’.

Na sexta-feira, a federação europeia de andebol (EHF) decidiu que a Liga dos Campeões avança diretamente para as meias-finais, com os melhores classificados dos Grupos A e B, FC Barcelona (Espanha), Paris Saint-Germain (França), THW Kiel (Alemanha) e Veszprém (Hungria), numa ‘final four’ marcada para 28 e 29 de dezembro, em Colonia, na Alemanha.

Em contraponto, Quintana reconheceu a felicidade pela presença da seleção portuguesa no Mundial de 2021, a disputar no Egito, entre 14 e 31 de janeiro, após o cancelamento dos ‘play-offs’ de qualificação, 18 anos depois da última presença.

"Fiquei feliz pela seleção, por já ter carimbado o apuramento para o Mundial", rematou Quintana.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 211 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 948 pessoas das 24.322 confirmadas como infetadas, e há 1.389 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.