A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou, esta segunda-feira, por unanimidade uma resolução a apelar a todas as nações para cumprirem uma trégua durante os Jogos Olímpicos de Verão no Japão, em 2020.

Os diplomatas receberam com aplausos o anúncio pelo presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas da adoção da resolução pelos 193 membros.

A resolução recorda a antiga tradição grega de "ekecheiria", a qual pedia a cessação das hostilidades para encorajar um ambiente pacífico e garantir uma participação segura dos atletas nos antigos Jogos Olímpicos.

A Assembleia Geral reavivou a tradição em 1993 e desde então que adotou resoluções antes de todos os Jogos Olímpicos, apelando à cessação das hostilidades durante sete dias antes e depois dos jogos.

Contudo, os Estados membros envolvidos em conflitos têm frequentemente ignorado o apelo a uma trégua.

Yoshiro Mori, chefe do comité organizador de Tóquio para os jogos de 2020, apresentou a resolução pedindo aos Estados membros da ONU que observem a trégua em torno dos Jogos Olímpicos de Verão do próximo ano, que serão realizados de 24 de julho a 09 de agosto, e dos Paraolímpicos, de 25 de agosto a 06 de setembro.

A resolução também apela às nações para ajudarem a usar o desporto como uma ferramenta de promoção da paz, diálogo e reconciliação em áreas de conflito, durante e após os jogos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.