O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, garantiu esta quarta-feira (25) os Jogos Olímpicos de Tóquio terão lugar "antes ou durante o verão (boreal) de 2021". Uma declaração feita após o adiamento do evento, anunciado na terça-feira (24).

"Isso não se resume apenas aos meses de verão. Todas as opções estão em aberto, antes e durante o verão de 2021", declarou Bach em conferência de imprensa por telefone.

A nova programação dos Jogos de Tóquio, previstos originalmente para serem disputados entre 24 de julho e 9 de agosto de 2020, é "um desafio", completou Bach, já que o adiamento causará uma mudança no calendário desportivo internacional já de si sobrecarregado.

O presidente do COI informou que um grupo de trabalho foi criado na terça-feira e tem como uma das suas primeiras missões entrar em contato com as 33 federações internacionais presentes nos Jogos de Tóquio.

"A primeira etapa consiste em ver com as Federações Internacionais quais são as opções. Também temos que levar em consideração o calendário desportivo em volta dos Jogos Olímpicos", completou.

Devido à pandemia de Covid-19, a o Europeu de futebol e a Copa América de futebol, previstas para 2020, foram adiadas para 2021 (11 de junho-11 de julho).

Dois Mundiais importantes também estão programados para o verão de 2021 no Hemisfério Norte de 2021: o de atletismo (6-15 de agosto) em Eugene, nos Estados Unidos da América, e de natação (6 de julho-1º de agosto) em Fukuoka, no Japão.

Na segunda-feira (23), a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) adiantou que está em conversações com os organizadores americanos para tentar trocar as datas do seu Mundial de 2021.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.