O treinador de futebol italo-brasileiro Thiago Motta foi este sábado demitido da equipa italiana do Génova, que deixa no último lugar da ‘Serie A’, apenas dois meses depois de ingressar no clube.

No seu sítio oficial na Internet, o lanterna-vermelha do campeonato transalpino anunciou a saída do técnico de 37 anos, que cumpria a sua primeira experiência como treinador, e a sua substituição por Davide Nicola, de 46.

O ex-jogador de FC Barcelona, Inter de Milão e Paris Saint-Germain deixa o Génova no 20.º lugar do campeonato, com 11 pontos, após 17 jornadas.

Thiago Motta tinha sido nomeado em 22 de outubro, numa altura em que o Génova seguia no 19.º e penúltimo posto, com cinco pontos, tendo somado uma vitória, três empates e cinco derrotas, em nove jogos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.