No final do encontro que ditou a derrota da já campeã Juventus ante o Cagliari, por 2-0, num jogo em que Cristiano Ronaldo e companhia estiveram longe do nível desejado, Maurizio Sarri, treinador da turma de Turim, apontou o dedo ao calendário intenso desta fase final da temporada e, com o título de campeão italiano garantido e o retomar da Liga dos Campeões a aproximar-se, o técnico pondera apresentar na última jornada da Serie A, no sábado, ante a Roma de Paulo Fonseca, a equipa de reservas.

"Temos jogadores lesionados e fomos campeões há 68 horas. Por isso, foi um jogo atípico que deve ser encarado dessa forma. Temos de ser mais sólidos, mas somos os únicos na Europa que jogaram cinco jogos em 12 dias. A Liga criou-nos um grande problema", começou por sublinhar.

Depois, avanlou com a hipótese de coloca em campo os jogadores da chamada 'equipa primavera' na próxima partida, na qual a Juve vai encerrar a campanha 19/20 na Serie A. "Vamos ver como estamos amanhã e se será melhor apresentar os Sub-23 no sábado diante da Roma, de forma a termos uma melhor recuperação", admitiu Sarri, que tinha já explicado por que razão não poupou Cristiano Ronaldo frente ao Cagliari.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.