O médio Radja Nainggolan concedeu uma entrevista à revista francesa France Football onde revela pormenores da vida pessoal. O jogador do Inter de Milão afirmou que não é um "bad boy" como muitos pensam, e garantiu que o facto de beber e fumar não é um problema para si.

"Sou uma pessoa normal, não sou um 'bad boy' como costumam dizer. As pessoas que dizem isso não pensam como um futebolista ou uma figura pública, posso andar pelos piores bairros e viver normalmente", começou por dizer o internacional belga.

"Faço compras no supermercado, bebo e fumo um cigarro com tranquilidade. Até um futebolista pode fumar, mesmo não tendo um trabalho normal.  Esconder-me não é a minha forma de vida", disse ainda.

Nainggolan, de 30 anos, recordou ainda as dificuldades por que passou em criança, sublinhando que a sua mãe fez "muitos sacrifícios" para lhe dar tudo.

"Tenho orgulho nas minhas origens, não as renego. Quando era mais jovem ganhava mil euros por mês, pode não parecer muito, para a minha família era. Faço questão de garantir um bom nível de vida aos que me são mais próximos. É a minha responsabilidade e inspiro-me na minha mãe, Lizi. Foi a pessoa mais importante na minha vida, não tinha nada, mas dava-me tudo fazendo muitos sacrifícios Morreu há alguns anos", afirmou.

O jogador abordou ainda a relação que tem com a irmã. "A minha irmã gémea é homossexual, é feliz e eu também. O futuro e a felicidade de uma pessoa não podem ser decretados pelos outros. Aceito toda a gente, é a minha maneira de ver as coisas."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.