O jornal italiano Corriere della Sera avançou na edição deste sábado que Antonio Conte, treinador do Inter Milão, recebeu nos últimos dias uma carta anónima, com uma bala dentro, e que andava com proteção policial

No entanto, a direção do Inter já veio esclarecer que a carta foi enviada para o clube, num comunicado enviado às redações.

"O Inter quer esclarecer que o Antonio Conte não recebeu diretamente a carta com as ameaças, por isso não foi ele quem contactou a polícia. Ela foi enviada para o clube e, como acontece sempre nestas situações, informámos as autoridades", explicou o Inter.

A mulher de Conte também já havia desmentido a questão da bala nas redes sociais. "A história da bala é falsa. Em Itália estamos mesmo mal em termos de comunicação. Parece que as pessoas levantam-se pela manhã, inventam qualquer coisa e escrevem. Sem medirem as consequências", explicou Elisabetta Muscarello.

Ainda assim, as autoridades italianas abriram uma investigação ao sucedido, reforçando a segurança em torno do técnico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.