O jogador são-tomense Santiago da Silva, avançado do Sporting da Covilhã, vai continuar ausente da competição enquanto os resultados médicos não forem conclusivos, disse hoje à agência Lusa o médico do emblema da II Liga de futebol.

Santiago da Silva, de 33 anos, tem efetuado exames ao longo do último mês depois de ter perdido os sentidos durante uma partida, sendo que o responsável clínico não garante que o jogador possa voltar a alinhar antes do final da época.

"Tanto pode ficar parado mais uma semana, como mais seis meses. A previsão é tão larga quanto isso", disse Mendes Conceição, que informa estarem a ser "compilados dados", pelo que o atacante não joga "por precaução".

Santiago da Silva caiu sozinho no relvado do Estádio D. Afonso Henriques, no dia 21 de dezembro, quando estavam jogados 40 minutos do encontro da terceira jornada da fase de grupos da Taça da Liga, entre o Vitória de Guimarães e o Sporting da Covilhã (3-0).

O avançado acabou por ser substituído e saiu do campo pelo próprio pé, mas desde então tem sido seguido por cardiologistas e submetido a vários exames, entre os quais uma ressonância cardíaca, provas de esforço e electrocardiogramas.

"Continuamos sem decisão", sublinha o médico do emblema serrano, que acentua ser "uma área muito sensível" e, por os elementos em mãos não serem ainda reveladores, não quer arriscar o regresso de Santiago da Silva à competição.

O avançado chegou no último defeso ao Sporting da Covilhã, proveniente do Coimbrões, e foi utilizado em 13 jogos, tendo marcado dois golos ao serviço dos 'leões da serra'.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.