O Sporting recebeu e venceu o Vitória de Guimarães por 2-0, em encontro da 31.ª jornada da I Liga. Os brasileiros Raphinha e Luiz Phellype construíram a oitava vitória consecutiva do emblema de Alvalade para o campeonato. O jogo fica ainda marcado por alguma polémica durante o primeiro golo leonino, já que a equipa vimaranense reclama uma grande penalidade antes do tiro certeiro de Raphinha.

Nas equipas iniciais registaram-se alguns alterações. Do lado do Sporting, Borja já estava à disposição para ser titular na lateral esquerda, mas esse posto pertenceu a Acuña. Diaby e Raphinha dividiram as alas no apoio a Luiz Phellype. Já Luís Castro apostou no regresso de Rafa Soares à lateral esquerda e colocou Rochinha e Ola John no apoio Davidson.

O Vitória de Guimarães começou a partida atrevido e instalou-se no meio-campo dos leões. Os vimaranenses foram até a primeira equipa a criar algum perigo na partida com um grande passe de Ola John a isolar Davidson, mas o brasileiro não conseguiu chegar à bola tendo esta terminado nas mãos de Renan.

O Sporting respondeu por Raphinha. O brasileiro teve espaço e encheu o pé com o remate a bater na trave da baliza defendida por Miguel Silva. De seguida, Bruno Fernandes rematou quase sem ângulo, a bola ainda bate no poste, mas Miguel Silva também toca e cede canto para os leões.

Depois de um período inicial mais adormecido, o Sporting tornou-se mais atacante. Aos 30 minuto, Mathieu bate um livre a cerca de 30 metros da balizaa puxado ao poste esquerdo, mas Miguel Silva estava atento e defendeu pela linha de fundo. De seguida, Luiz Phellype atirou também ao ferro. O avançado brasileiro desviou de cabeça, a bola descreveu um arco e foi embater no poste mais afastado.

Miguel Silva estava em tarde inspirada e aos 35 minutos negou um golo que parecia certo. Diaby apareceu com espaço na área vimaranense e rematou forte, mas o guarda-redes defendeu o míssil do avançado maliano.

O golo do Sporting acabaria por surigr aos 39 minutos. Grande trabalho de Raphinha na área vimaranense, a conseguir livrar-se de Miguel Silva e a atirar a contar para o fundo das redes da equipa de Luís Castro. O lance gerou muita protestos em campo por parte dos vimaranenses. É que no lance anterior Acuña carregou Tozé por trás e os vitorianos ficaram a pedir penálti. Rui Costa ainda ouviu o VAR, mas nada assinalou.

Depois, antes de se retomar o jogo, gerou-se muita confusão quer no relvado quer junto do banco do Vitória de Guimarães, com vários elementos da equipa técnica a reclamarem a já referida falta. Moreno e o diretor desportivo Flávio Mereles acabaram por ser expulsos por Rui Costa.

Ainda antes do apito para o intervalo, Luiz Phellype voltou a atirar ao ferro. O avançado brasileiro fugiu à defesa adversária e tentou picar a bola por cima de Miguel Silva, mas acertou na trave.

O Sporting entrou no segundo tempo à procura de consolidar a vantagem e conseguiu por Luiz Phellype, que já tinha atirado duas bolas ao ferro na primeira parte. Arrancada de Raphinha pelo lado direito a driblar Florent Hanin e a cruzar para o primeiro poste onde o brasileiro desviou de primeira. O ex-Paços de Ferreira já marca há cinco jornadas consecutivas.

Depois do 2-0, o Sporting dispôs de duas boas oportunidades para aumenatar a contagem. Primeiro por Raphinha, aos 58 minutos, que entrou velocidade na área vimaranense, mas atirou em arco ao lado. Depois o inevitável Bruno Fernandes rematou cruzado com a bola a passar perto do poste da baliza de Miguel Silva.

Até final, o Sporting foi gerindo o resultado sem criar grandes oportunidades de golo. Também o Vitória de Guimarães se foi apagando depois dos 70 minutos. O encontro contou com casa esgotada. 44 107 espectadores assistiram a esta tarde de futebol.

Com este resultado, os 'leões' consolidaram o terceiro lugar na I Liga, com 70 pontos, a seis do líder FC Porto e a cinco do Benfica, passando ter mais seis do que o Sporting de Braga, que recebe as 'águias' no domingo.

O Vitória de Guimarães somou a terceira derrota consecutiva e mantém a sexta posição, a quatro pontos do Moreirense, que ocupa a quinta posição, que deverá dar acesso à Liga Europa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.