A Comissão de Gestão do Sporting deixou o caminho livre para a nova direção do clube de Alvalade para um entendimento com o Wolverhampton para a resolução do caso de Rui Patrício, escreve esta quinta-feira o jornal A Bola.

Segundo a informação veiculada pelo referido diário desportivo, Sousa Cintra e a Comissão de Gestão do Sporting conseguiu negociar com o Wolverhampton uma solução para a resolução do caso de Rui Patrício mas não avançou para a sua conclusão por entender que deveria ser a nova administração a concluir o processo.

De acordo com o jornal A Bola, a Comissão de Gestão reatou contactos com o Wolverhampton para o pagamento de 18 milhões de euros por Rui Patrício, jogador formado no Sporting que rescindiu contrato com os 'leões' alegando justa causa na sequência da invasão à Academia de Alcochete.

No entanto, dos 18 milhões de euros da operação deverá ser descontada uma dívida do Sporting à Gestifute de 7 milhões de euros pela transferência de Adrien Silva para o Leicester.

O mesmo jornal escreve ainda que a favor deste entendimento está o facto de Frederico Varandas ser muito próximo de Rui Patrício e de que perante este entendimento o Sporting retiraria a queixa apresentada na FIFA com um pedido de indemnização de 54,7 milhões de euros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.