O Sporting de Braga vai apresentar uma queixa formal ao Ministério da Administração Interna e às instâncias desportivas contra a atuação do dispositivo de segurança da GNR no final do jogo de futebol com o Desportivo das Aves.

Em nota publicada hoje no sítio oficial na Internet, os minhotos referem que estão a recolher elementos de prova que sustentem uma queixa contra a atuação da GNR no final do jogo de sábado, da 13.ª jornada da I Liga, que, "já no exterior do estádio, carregou indiscriminadamente sobre os adeptos que faziam o seu trajeto até aos autocarros".

"Os excessos da autoridade foram presenciados por elementos do clube no local, que fizeram também o acompanhamento dos adeptos que necessitaram de receber tratamento hospitalar. Esta violência desproporcionada é um atentado ao desporto e à condição do adepto em Portugal e deve ser denunciada e combatida de todas as formas", pode ler-se.

Segundo a mesma nota, essa violência "é tanto mais grave quando as autoridades, percebendo a presença de um fotojornalista no local, usaram de todos os meios intimidatórios para apagar registos e provas da conduta praticada sobre os adeptos".

O Sporting de Braga solicita ainda que "qualquer contributo para a ação que o clube vai desencadear seja remetido através do oficial de ligação aos adeptos, Rogério Gonçalves".

O Desportivo das Aves, que ocupa o último lugar da I Liga, venceu o jogo por 1-0, conquistando apenas o segundo triunfo no campeonato e impedindo os minhotos de subirem ao quarto lugar provisório.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.