Após as mini-férias de Natal, os africanos Sougou, Tiero e Amessan e o defesa central Amoreirinha (este para resolver problemas particulares) foram autorizados a regressar mais tarde, devendo integrar os trabalhos esta semana.

A recuperarem de lesões estão ainda o guarda-redes Ricardo e o médio Bruno Amaro, aos quais se junta o médio Paulo Sérgio, com síndrome gripal.

O plantel, composto actualmente por 27 elementos, vai "atacar" um mês de Janeiro particularmente intenso, com três jogos para a Taça da Liga (Estoril e FC Porto, em casa, e o Leixões, fora), e outros três para o campeonato (Naval e Sporting de Braga, em casa, e Paços de Ferreira, fora).

Com o intuito de emagrecer o conjunto para 25 elementos, o treinador André Villas-Boas terá que equacionar, juntamente com a direcção, nove casos de jogadores em final de contrato (o guarda-redes Rui Nereu, os defesas Markus Berger, Luiz Nunes e Orlando, além dos médios Paulo Sérgio, Jonathan Bru, Diogo Gomes, Cris e Tiero).

Com hipóteses de serem emprestados estarão ainda os médios Amaury Bischoff e André Fontes, bem como os avançados Vouho e Licá, todos eles pouco utilizados nas competições oficiais. Em sentido inverso, poderão regressar o defesa Gonçalo e o avançado Pedro Ribeiro, emprestados ao Santa Clara e Sporting da Covilhã, respectivamente.

A estas situações poderão juntar-se novas aquisições, a fim de reforçar o plantel, embora o técnico já tenha avançado querer resolver esse problema "internamente".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.