O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol divulgou, esta terça-feira, o mapa de castigos da Primeira e Segunda Ligas.

O órgão disciplinar da FPF instaurou processos disciplinares a Benfica e Sporting de Braga por comportamento indevido dos adeptos dos dois emblemas nos jogos da 16.ª jornada frente a Aves e Tondela, respetivamente. Além dos processos, o CD da FPF multou os dois clubes.

O Benfica terá de pagar 3698 euros por utilização de engenho pirotécnico nos últimos minutos da partida por parte dos adeptos, e também por palavras ao guarda-redes do Desportivo das Aves. Além da multa, o Conselho de Disciplina da FPF instaurou um processo disciplinar ao Benfica por apoio do clube às claques.

Além deste jogo, o Benfica foi condenado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a uma multa de 9563 euros devido aos incidentes provocados pelos adeptos no jogo com o SC Braga, realizado a 1 de setembro de 2019. O órgão disciplinar da FPF diz que houve um "comportamento incorreto do público", o que constitui uma "infração" ao regulamento da Liga.

Já os 'guerreiros' terão de pagar 3144 euros pelo rebentamento de um petardo e por cânticos impróprios entoados pela sua claque em vários momentos do jogo frente ao Tondela.

Também o FC Porto consta no mapa de castigos. Os 'dragões' terão de pagar 2448 euros, depois de verem recusado as suas intenções num recursos que apresentaram sobre uma multa. A multa dizia respeito as declarações na comunicação social sobre a arbitragem do jogo frente ao Aves, relativo à 10.ª jornada da Liga, disputado dia 02 de novembro de 2019.

Vítor Oliveira, treinador do Gil Vicente, foi suspenso por sete dias e multado em 2040 euros depois de ter criticado a equipa de arbitragem no final do jogo com o Famalicão, de 31 de outubro. Nesse jogo, o técnico dos gilistas foi expulso pelo juiz Cláudio Pereira. Eduardo Mendez, diretor geral dos gilistas, foi castigado por 17 dias e obrigado a pagar multa de 1.150 euros.

Daniel Ramos, treinador do Boavista, terá de pagar 2805 euros de multa por chegar com oito minutos de atraso à zona de entrevistas rápidas.

Um dos castigos mais bizarros foi aplicado ao Desportivo das Aves, devido ao comportamento dos seus adeptos... fora do estádio. A 'Força Avense', que está em litígio com a SAD do clube, assistiu ao jogo frente ao Portimonense no lado de fora do estádio do Aves. Os adeptos acabaram por deflagrar dois "artefactos pirotécnicos", algo que valeu uma multa de 1052 euros ao emblema avense.

Na segunda Liga, Filipe Moreira, técnico do Vilafranquense, foi suspenso por dois dias, após proferir palavras "injuriosas ou grosseiras contra a equipa de arbitragem" no jogo com o Penafiel, de acordo com o mapa de castigos do Conselho de Disciplina, da Federação Portuguesa de Futebol.

O técnico terá dito a seguinte frase: "Todas as semanas somos comidos. Essa bandeira parece uma ventoinha, sempre contra nós".

Também Carlos Pinto, treinador que já deixou o Leixões, foi multado em 179 euros por ter dito ao árbitro Anzhony Rodrigues: "Aqui não mandas nada".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.