Rúben Amorim analisou o triunfo do Sporting frente ao Santa Clara por 1-0.

Análise individual a Sporar e Jovane?

"Apareceu muito bem fisicamente e enquadrou-se bem com a ideia. Não gostei muito do Jovane na segunda parte. Segunda parte melhorou. Desde que jogou foi sempre a melhorar. Jogamos numa forma diferente da que ele estava a jogar, muito mais em apoio. Com o tempo ele vai melhorar."

Lição para Acuña depois do amarelo que o deixa fora do clássico?

"Levou amarelo, é o temperamento dele. É continuar, não faz sentido a pergunta"

Mudar o sistema de jogo para o clássico?

"Não vou mudar o sistema de jogo, vou mudar porque não há jogadores para aquela posição. Não temos o Acuña mas ficamos com o sistema. Vamos jogar da mesma maneira. O Acuña foi lateral esquerdo e médio ofensivo. Eles têm que perceber a situação que têm em campo."

Como é que encara o jogo com o FC Porto?

"Fico feliz por o FC Porto não ser campeão já. Quero que eles sintam sempre essa pressão. Se o Porto for campeão, os jogadores do Sporting devem sentir essa dor. O nosso objetivo é sempre ganhar. Um rival pode fazer a festa com eles em campo, é importante para eles perceberem."

Como é que se consegue mudar a mentalidade de um clube que não está habituado a ganhar?

"É ganhar, é jogar jogo a jogo e temos mesmo que ganhar. Muito deles estão habituados a ganhar."

Duro revés a ausência de Acuña, é o jogador que pretende para a próxima época na posição?

"Dá-nos muito qualidade, a experiência dele transmite-nos isso."

Falta de eficácia?

"Não sofrendo golo, não temos tido oportunidade de fazer. Com a qualidade deles vão crescer."

Não sabe o que é perder na liga?

"Não dá conforto nenhum. Dois empates, mudam a forma de ver o treinador. Vivo do dia a dia, o pensamento é esse."

O que é viu para ele jogar de início?

"Vi no Doumbia, mas também nos outros. O Doumbia tem vindo a treinar muito bem. Fez um bom jogo, esteve agressivo. Confio em todos. Sinal de que quem trabalhar bem, vai jogar."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.